Arteterapia

A Linguagem Simbólica e sua Importância na Arteterapia

Tudo na vida pode ter um significado simbólico.

Objetos, sonhos, manifestações artísticas e até mesmo a arte e a religião em tempos passados. A história retratada em pedras e pinturas nas cavernas, tumbas e monumentos.

Deuses, mitos e heróis também formam símbolos/arquétipos que permeiam nosso imaginário, assim como os contos de fadas que ouvimos quando éramos crianças.

Até São Jorge e o dragão podem ser vistos por muitos quando olham a Lua.

Podemos ver símbolos em todos os lugares e eles acabam fazendo parte do nosso mundo inconsciente.

Criamos hábitos, rituais e interpretações diversas para eles.

As oficinas arteterapêuticas, nos apresentam imagens que emergem do inconsciente do atendido e quando chegam à consciência apresentam-se cifrados e só podem ser compreendidos pelas falas e depoimentos dados pelas pessoas.

Muitas vezes esses símbolos, as pessoas os carregam e os expressam oferecendo desfechos e soluções possíveis para problemas que afetam qualquer pessoa e são comuns a humanidade.

Os símbolos trazem à tona, medos, desejos, dúvidas e conflitos de toda espécie que a pessoa em atendimento precisa trabalhar.

Na arteterapia podem ser manifestados nas expressões artísticas, mas como dito anteriormente, somente com a explanação do atendido é que ele pode trazer à tona a questão que tanto o acompanha.

Assim, com o decorrer do processo arteterapêutico o indivíduo vai encontrando suas respostas para suas questões mais íntimas.

Não cabe a nós arteterapeutas interpretar os símbolos e imagens trazidas pelo atendido, mas fazê-los compreender a importância disso tudo em suas vidas.

Como já dizia Jung: “Até que você torne o inconsciente em consciente aquele irá direcionar a sua vida e você terá que chamá-lo de destino”.

 

Bibliografia:

 

Jung, C. G. O Homem e seus Símbolos. Rio de Janeiro: HarperCollins Brasil, 2016

Santesso, W. A. N. A Arte Como Forma de Ressignificação/ Técnicas de Oficinas Expressivas. São Paulo, 2015

TOMMASI, S. M. B; SOARES, L. F. M. O Herói nos Mitos Gregos/ em Arteterapia e Educação. Rio de Janeiro: Wak, 2015

Texto escrito por Samantha Briant, Arteterapeuta.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.