Psicologia Analítica

A TORRE DE JUNG

“Neste espaço fechado vivo só comigo mesmo. Guardo a chave e ninguém pode entrar lá sem a minha permissão. […] É um recanto da reflexão e da imaginação; as fantasias são muitas vezes desagradáveis e os pensamentos árduos: é um lugar de concentração espiritual.”
(C.G. Jung. Memórias, Sonhos e Reflexões. Ed. Nova Fronteira. Ano 2016. Página 272)

Vamos refletir:

A quem eu estou dando acesso e permissão para transitar na minha jornada e muitas vezes tem sido pedra de tropeço e desorganização em meu espaço?

Quem eu estou permitindo que entre em minha vida para fazer a maior bagunça e depois deixar tudo para que eu mesmo arrume?

Eu possuo a chave do meu coração.

Eu tenho o poder de permitir ou não que entrem em meu espaço interior.

O espaço é meu. Unicamente meu!

Só entra em minha vida e permanece quem eu permitir.

Evandro Rodrigo Tropéia / Instituto Freedom

CRP: 06/143949

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.