Arteterapia

ARTETERAPIA NAS EMPRESAS

Não é difícil observar um clima de tensão no mundo corporativo, seja por excesso de trabalho, término da jornada além do horário previsto, necessidade de tomada de decisões rápidas e efetivas, entre outros fatores que vão gerando estresse e desmotivação. A Arteterapia, indiscutivelmente, pode auxiliar os funcionários, desenvolvendo a criatividade e aliviando o estresse. Além disso, uma interação com os companheiros por meio da arte faz com que a relação com o outro se amplie, gerando transformação e crescimento pessoal e empresarial. A troca entre os colegas de trabalho também revela que todos são iguais e diferentes ao mesmo tempo, criando empatia e cumplicidade. Segundo Saviani (2004, p.57), “à medida que um grupo de pessoas se expressa sobre uma temática, e a arte é um canal para isso, percebe-se e sente-se as diferenças e ao mesmo tempo a unidade”. Como consequência, o indivíduo se sentirá mais valorizado, pois se identifica com o outro pela igualdade, já que faz parte de um mesmo todo e, por outro lado, se sente diferente porque é um ser único, com suas aptidões e experiência única de vida.

 

Quando o trabalhador está sob estresse agudo, vai perdendo a capacidade de criar, o que prejudica não só a produtividade laboral, mas também a materialização dos seus sonhos. A vida é um fazer criativo e a arte oferece instrumentos para que a criatividade desenvolvida acione transformações profissionais e pessoais. O participante vai percebendo que o seu potencial criativo não ficou lá na infância, mas que está latente para ser usado em diversas áreas: pessoal, familiar e social.

 

Com a sua criatividade liberada, o indivíduo tem uma melhor qualificação profissional, contribuindo em qualquer ambiente de trabalho que esteja atuando. De acordo com Saviani (2004, p. 77):

 

As relações interpessoais serão mais favorecidas à medida que cada um puder lidar melhor com seu coeficiente emocional, por meio do contato que aprende a ter consigo mesmo, pelo conhecimento de seu potencial criativo, formando nos grupos relações mais empáticas.

 

Dessa forma, se a pessoa age de forma natural em situações de crise e mudança, como as que estamos passando no momento, conseguirá criar alternativas e soluções.

 

Fátima Mattiolo

Registro na AATESP: 513/0719

 

 

Bibliografia

SAVIANI, Iraci. Ateliê Arteterapêutico – Encontrarte: viver arte, criar e recriar a vida.
In: CIORNAI, Selma (org.). Percursos em Arteterapia. São Paulo: Summus, 2004.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.