Psicossomática

ENERGIA PSÍQUICA E PSICOSSOMÁTICA

A Energia Psíquica consiste em toda energia que realiza o trabalho da personalidade. Carl Gustav Jung (1875-1961) também utilizou o termo “libido”, assim como Sigmund Freud (1856-1939), para definir esse movimento da psique.

A grande diferença é que Jung não limitava a 00 apenas para o contexto sexual. Para ele, quando a libido se encontra em seu estado natural é apetite. Conforme a definição proposta por Jung, a Libido é direcionada aos apetites da fome, da sede, do sexo e também das emoções.

Segundo Jung, a Energia Psíquica é expressa por duas forças:

  • Forças Reais;
  • Forças Potenciais.

As Forças Reais são: Perceber, lembrar, pensar, sentir e querer.

As Forças Potenciais são: as predisposições, as tendências latentes e as propensões.

Todas as experiências do dia-a-dia são instaladas na psique e se transformam em energia psíquica. Até mesmo no momento em que estamos adormecidos, a psique continua em movimento, produzindo através dos sonhos.

Um grande aspecto de extrema importância com relação à mente e à energia psíquica nos remete à Psicossomática (Mente – Corpo) no qual podemos afirmar que toda energia psíquica se transforma em energia física. As drogas que produzem efeitos químicos no corpo podem provocar alterações no funcionamento psicológico.

Os pensamentos, sentimentos e emoções que carregamos em nós mesmos afetam nossas condições fisiológicas.

Por exemplo, uma situação em que estou me sentindo angustiado, com medo, preocupado e pressionado no trabalho, todos esses sentimentos, pensamentos e emoções acumulados na mente produzem em meu corpo físico aquela incômoda “Dor de Cabeça”.

Muitos problemas de saúde física se originam da energia produzida pela psique.

O processo terapêutico é um dos caminhos que podem nos conduzir a uma canalização equilibrada dessa energia, isso nos remete à busca pelo equilíbrio entre Mente e Corpo.

Encontre seu caminho, busque sempre pelo equilíbrio.

Faça terapia!

Texto: Evandro Rodrigo Tropéia

Referências Bibliográficas:

HALL, C.S; Nordby, V.J. Introdução à Psicologia Junguiana. Ed. Cultrix, SP, 2003

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.