Psicologia Analítica

TIPOS PSICOLÓGICOS – ATITUDES E FUNÇÕES

No ano de 1921, Jung publica o resultado de um de seus estudos mais importantes no contexto da personalidade humana. A obra Tipos Psicológicos proporcionou uma intensa contribuição, pois este estudo identificou um certo número de processos psicológicos básicos, descrevendo também de que forma esses processos se ligam em diversas combinações para a determinação do caráter de uma pessoa.

Os Tipos Psicológicos consistem num sistema de combinações entre Atitudes e Funções.

O Psiquiatra Suíço Carl Gustav Jung (1875-1961) nos deixou um importante legado que nos remete à distinção entre as atitudes básicas do ser humano e suas mais variadas dimensões. Para que possamos entender melhor essa distinção entre as atitudes de Introversão e Extroversão, é preciso compreender a essência entre dois outros termos que pretendo abordar neste pequeno artigo: Objetivo e Subjetivo.

O Termo “objetivo” nos leva à compreensão de tudo aquilo que está conectado com o Mundo Externo (o não-eu). Já o termo Subjetivo nos dá o entendimento de tudo o que se faz presente no Mundo Interno, o que nos orienta à percepção do próprio eu.

Através desse segmento proposto por Jung, conclui-se que na Extroversão, a libido é direcionada ao mundo exterior objetivo, e se aplica às questões das percepções, pensamentos e sentimentos que se referem a objetos, pessoas e animais, e também às outras circunstâncias como as pressões do ambiente. Na Introversão, a libido é direcionada para o mundo interno Subjetivo, fluindo para as estruturas e os processos psíquicos conectados com o próprio eu.

No entanto, é preciso deixar claro que o sujeito pode se demonstrar extrovertido e alguns momentos e introvertido em outros. Porém, uma dessas atitudes é predominante. Quando predomina a objetividade, o indivíduo é qualificado como Extrovertido e quando se pondera que uma pessoa é subjetiva, qualifica-se como Introvertida.

O ser humano introvertido se interessa muito pelo seu mundo interno; se apresenta mais introspectivo diante das circunstâncias, geralmente é muito retraído, esboçando traços de timidez em muitos casos, sendo assim, muito preocupado com suas próprias questões ligadas ao seu interior. Devido à maneira que se orienta para a sociedade, ele parece aos olhos externos, alguém anti-social e extremamente reservado.

O sujeito Extrovertido se preocupa com as questões relacionadas ao externo, é mais direcionado aos relacionamentos com as pessoas e as coisas. Ele se apresenta para a sociedade de uma forma diferente, dando à impressão de ser mais ligado, ativo e amistoso com tudo aquilo que o cerca.

A distinção entre essas duas atitudes da psique fica dimensionada da seguinte forma em nossa mente: A Atitude oposta àquela demonstrada pelo consciente, fica presente de maneira significativa no inconsciente. Assim, podemos concluir que o Extrovertido Consciente, na verdade é um Introvertido Inconsciente e vice-versa.

Vamos agora, compreender um pouco sobre as Funções Psicológicas propostas por Jung.

Carl Gustav Jung (1875-1961), nos deixou um ensinamento muito importante e determinante no contexto do Funcionamento da psique. Este ensino nos remete as Quatro Funções Psicológicas:

•Pensamento;
•Sentimento;
•Sensação;
•Intuição.

Jung divide as Funções Psicológicas em dois grupos:

•As Irracionais (Percepção): Sensação e Intuição;
•As racionais (Julgamento): Pensamento e Sentimento.

O Pensamento é uma função psicológica que tem a missão de associar idéias umas as outras para que se possa chegar a uma conclusão e uma solução de um determinado problema. É uma função intelectual, com o objetivo de compreender as coisas. As principais características do Pensamento são: A lógica, a racionalidade, a objetividade e a busca pelos resultados.

A Função Sentimento é avaliadora, o trabalho exercido por ela consiste em aceitar ou rejeitar uma idéia, definindo-a como agradável ou desagradável. Suas principais características são: A Afetividade, a conciliação, o zelo por sua subjetividade e seus relacionamentos emocionais com as pessoas.

Segundo Jung, a Sensação é uma percepção sensorial que consiste em todas as experiências conscientes produzidas pelos órgãos dos sentidos: Visões, ruídos, cheiros, paladares e todas as sensações que se originam no interior do nosso corpo. As características principais que nos remetem a essa função são: A utilização dos Cinco Sentidos, a percepção de algo concreto, o senso da realidade e a realização. Esta função também é muito ligada com o “Aqui e Agora”.

A Intuição não exige nenhum julgamento, pois o indivíduo não sabe de onde ela vem, nem de onde se origina. Esta função também é muito conhecida como percepção extra-sensorial. Suas principais características: O Sexto Sentido, Imaginação, Visão de futuro, forte criatividade e facilidade para enxergar novas possibilidades.

“Esses quatro tipos funcionais correspondem aos recursos óbvios através dos quais a consciência obtém sua orientação para a experiência.”
(Carl Gustav Jung)

A Sensação nos diz que uma coisa existe, o Pensamento nos diz o que é essa coisa, o Sentimento nos informa se a coisa é agradável ou não, e a Intuição nos diz de onde ela vem e para onde ela vai.

Na realidade, todos nós temos as Quatro funções Psicológicas, porém existe a Função Principal (onde me sinto mais confortável), a Auxiliar, a Terciária e a Inferior (função que exige algo a mais de mim / consiste na atuação da Sombra).

Ex: Se minha função principal for o Pensamento Introvertido, minha função inferior será Sentimento Extrovertido. (100% oposto).

TIPOS PSICOLÓGICOS E SUAS FUNÇÕES INFERIORES

1. Tipo Pensamento Introvertido:
Pessoas com esse tipo dão valor as idéias do ponto de vista do sujeito, não do objeto. Eles se mostram interessados pela produção de idéias novas. Facilmente se perdem no mundo da fantasia. Não são práticos, são mais teóricos.
Função Inferior: Sentimento Extrovertido.

2. Tipo Pensamento Extrovertido:
O Pensamento Extrovertido carrega em si uma vida governada pelo pensamento. Costumam ser indivíduos com organização e praticidade.
Função Inferior: Sentimento Introvertido.

3. Tipo Sentimento Introvertido:
São personalidades difíceis de serem compreendidos, pois seu exterior pouco revela. Pessoas do tipo Sentimento Introvertido transmitem uma leve impressão de não possuírem nenhuma espécie sentimento. São pessoas reservadas e também demostram tendencia a serem autoritárias.
Função inferior: Pensamento Extrovertido

4. Tipo Sentimento Extrovertido:
Os indivíduos que carregam em si o Tipo Sentimento Extrovertido sempre estabelecem relações de profunda harmonia com o ambiente. O pensamento está subordinado ao sentimento. São vulneráveis ao objeto amado. Fazem amizades com extrema facilidade, pois possuem uma boa conversa.
Função Inferior: Pensamento Introvertido.

5. Tipo Sensação Introvertida:
Os indivíduos do Tipo Sensação Introvertida carregam em si a intensidade da sensação subjetiva. Possuem uma tendência recuar do mundo exterior e seus dilemas. Há uma separação entre a consciência e o corpo físico. Demosntram intensa dificuldade de compreender a si próprios.
Função Inferior: Intuição Extrovertida.

6. Tipo Sensação Extrovertida:
São indivíduos que têm percepção dos fatos bem desenvolvida. Costumam procurar por pessoas ou situações que lhe proporcionem fortes sensações. Essas pessoas concentram sua atenção para o físico, possuindo um bom gosto estético. São pessoas que costumeiramente não se esquecem de seus compromissos e são sempre bem rígidos com a pontualidade.
Função Inferior: Intuição Introvertida.

7. Tipo Intuição Introvertida:
Indíviduos do Tipo Intuição Introvertida são mais direcionadas para os conteúdos do inconsciente. Não são muito comunicativas e geralmente são mal compreendidos pelo outro. São mais ligados às questões da espiritualidade, carregando em si uma misteriosa capacidade de pressentir o futuro.
Função Inferior: Sensação Extrovertida.

8. Tipo Intuição extrovertida:
São pessoas que possuem uma grande capacidade para perceber as coisas ao seu redor. Enxergam o mundo através de uma percepção externa. Estão sempre à espera de novos horizontes e de novas oportunidades. O Tip Intuição Introvertida não são muito ligados às quesões relacionadas ao corpo, não percebendo quando estão cansados ou famintos. Sentem-se prisioneiros em várias situações que apresentam estabilidade.
Função Inferior: Sensação Introvertida.

Texto: Evandro Rodrigo Tropéia

Qual será a sua Atitude predominante?
Qual será a sua Função Psicológica principal?

Referências Bibliográficas: HALL, C.S; Nordby, V.J. Introdução à Psicologia Junguiana. Ed. Cultrix, SP, 2003.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.