Veja na prática como a arteterapia muda a vida das pessoas

Esta aula foi especialmente projetada para apresentar a aplicabilidade da arteterapia em quatro estudos de caso distintos, cada um utilizando diferentes materiais e técnicas. Quatro professoras especialistas compartilharão suas experiências reais, ilustrando como a arteterapia pode promover o autoconhecimento, a regulação emocional e o suporte em situações de saúde complexas. 

Conheça as professoras e o tema de cada uma delas:

Dilaina Paula

Clique na imagem e conheça o docente

Dilaina Paula

Arteteterapia no luto com crianças: possibilidade simbólica de elaboração

Muitas crianças sentem dificuldade para lidar com as questões da morte e estes sentimentos confusos são manifestados em inseguranças, medos, raiva…   

A linguagem simbólica via Arteterapia tem o potencial de facilitar a elaboração desses sentimentos e ajudar os pequenos a criarem estratégias para enfrentarem a ausência da pessoa querida.  

A professora Dilaina apresentará neste relato de caso o que aconteceu em um ateliê arteterapêutico com uma menina de 7 anos que havia acabado de perder um amiguinho de escola.

Foi utilizado como recurso um conto juntamente com a proposta arteterapêutica, possibilitando a aproximação dos que estavam longe através da presença simbólica. 

Desta forma esta criança foi capaz de expressar seus sentimentos, legitimá-los e integrá-los. 

Flora Elisa de Carvalho Fussi

Clique na imagem e conheça o docente

Foto-Flora

O Lápis de Cor em um Grupo de Mulheres

A professora apresentará um estudo desenvolvido por ela em um CAPS com um grupo de mulheres que sofreram algum tipo de violência. Nele, as mulheres foram convidadas a desenhar um peixe, com o intuito de trabalhar a criatividade e a curiosidade. 

A proposta é que ao apresentar um encontro com coisas diferentes, as pessoas tenham a possibilidade de um maior ajuste criativo para a vida, leveando-a ao autoconhecimento.

Regina Chiesa

Clique na imagem e conheça o docente

Regina Chiesa Tamanho menor

A Colcha de Retalhos: O Amor por Si em pacientes oncológicos

Trabalhando com pacientes oncológicos, este estudo utiliza a criação de colchas de retalhos para ajudar os pacientes a expressarem suas emoções e re-significar suas experiências com o câncer. A atividade criativa oferece sustentação emocional, facilitando a expressão e redirecionando a energia para a saúde e harmonia. 

A importância deste estudo de caso é o potencializar os pacientes com câncer que normalmente tem dificuldade para expressar suas emoções e investem muita energia para contê-las, enfrentando uma baixa no sistema imunológico. 

A experiência criativa pode ajudar as pessoas a enfrentarem seus medos, suas dores, suas angústias na medida em que possam se expressar, elaborar e re-significar. 

O tema da Colcha de Retalhos, possibilitou que cada paciente contasse a sua história com o câncer ressignificação a doença através do reconhecimento de suas emoções, pensamentos e crenças. 

O trabalho criativo deu sustentação emocional para lidar com a doença tanto do ponto de vista energético quanto do ponto de vista de recursos.  

A força da arte permitiu o alívio e desbloqueio das energias que puderam ser dirigidas para a saúde e harmonia com a vida através da expressão das emoções. 

Tricia Penna

Clique na imagem e conheça o docente

Tricia Penna

Arteterapia Como Instrumento na Construção da Regulação Emocional

Cortar, dobrar, desenhar, colorir, construir……  

Neste caso, a professora Tricia apresentará como a escultura de papel e as dobraduras podem materializar a subjetividade dos afetos, auxiliando na construção da regulação emocional.  

As atividades foram aplicadas em ateliê arteterapêutico através de sessões presenciais e on-line (sessões de 1h, semanais, durante 1 mês) com material acessível e de fácil manuseio. A construção da regulação emocional percorre o caminho do autoconhecimento e para isso é necessário explorar os pensamentos, os sentimentos e os comportamentos aflorando a intuição. 

A primeira atividade foi fazer a dobraduras de barcos, onde cada barco representa uma emoção do atendido, seja ela confortável ou desconfortável, sendo um convite à reflexão e ao encontro consigo mesmo. O objetivo desta atividade foi o de trazer a mensagem de que navegar nos mares das emoções é vital, é sobre acolher dias ensolarados, nublados, noites de luar calmo e de ventos tempestuosos.  

A segunda atividade foi de recortar diversas formas geométricas em papel color set e construir por meio de encaixes e cortes, uma constr ução equilibrada. É perceber a importância do olhar, dos diversos ângulos para cortar e encaixar. É permitir o emergir de formas simbólicas pelas quais o diálogo e a afetividade se conectam proporcionando o reconhecimento das emoções e a reflexão que promove a luz como uma lamparina que ilumina o que estava obscuro, sem ser visto e compreendido até o momento.  

Nas duas propostas de trabalhos os atendidos permitiram um encontro interior de autoconhecimento que os auxiliou na construção do processo de regulação emocional promovendo acolhimento, bem-estar e consciência. 

Não perca esta oportunidade única de aprender com especialistas na área da arteterapia e descobrir como essas técnicas podem ser aplicadas em diferentes contextos terapêuticos.

Inscreva-se agora e transforme sua compreensão sobre a força da arteterapia!

Inscreva-se aqui

Nome completo *
Celular com DDD *
E-mail *

De acordo com as Leis 12.965/2014 e 13.709/2018, que regulam o uso da Internet e o tratamento de dados pessoais no Brasil, ao me inscrever autorizo Instituto Freedom a enviar notificações por e-mail ou outros meios e concordo com sua Política de Privacidade.

Cursos
Favoritos
0 items Carrinho
Minha Conta